SHARE
Foto: Divulgação

*Equipe Odds Shark

Tudo definido na Primeira Liga! 16 equipes participaram do torneio, mas apenas duas seguem com o sonho do título vivo: Londrina e Atlético-MG. Será uma grande final no começo de outubro! Uma decisão que premia as duas equipes que levaram a embrionária competição mais a sério. Enquanto o Galo utilizou boa parte dos titulares ao longo da campanha, o Tubarão jogou com a ‘faca nos dentes’ focado em um título de âmbito nacional.

Leia Mais: Zebra? Campeão ‘surpresa’ do Primeira Etapa assume a liderança no Equador
Opinião do ex-treinador do Chile sobre astros locais é bem crítica

Se a competição ainda não caiu na graça dos torcedores, tem muito apostador de plantão acompanhando de perto as partidas! Isso porque essa diferença de foco e comprometimento das equipes ajuda demais na hora de escolher o vencedor e, consequentemente, torna o investimento muito mais certeiro!

Por exemplo, o glorioso Londrina está levando a Primeira Liga muito a sério e engordando a conta bancária de muita gente. Apesar de jogar em casa, o Tubarão entrou nas quartas de final como azarão diante de um Fluminense totalmente descompromissado e fez a alegria da galera. A esperada vitória dos paranaenses rendeu R$2,60 a cada real investido segundo dados do Oddsshark.com. Já o empate com o Cruzeiro no último domingo pagou R$3,46 por real! Vale muito a pena ficar de olho nos oddsdo Londrina para a decisão dia 8 de outubro. Veja como as duas equipes chegaram na grande final:

Tubarão empata duelo com dois gols no fim e leva nos pênaltis

Não faltou emoção para os mais de 15 mil presentes na manhã do último domingo (3) no Estádio do Café. Apesar de utilizar um time completamente reserva, o Cruzeiro suportou bem a pressão do time da casa nos minutos iniciais e soube explorar os espaços que o Tubarão fornecia. Não demorou para a Raposa abrir o placar com um gol de cabeça do volante Lucas Silva – ex-Real Madrid. O Londrina voltou a pressionar forte nos minutos finais da etapa inicial, mas a bola não entrou.

Em vantagem, os mineiros voltaram do intervalo mais focados e logo ampliaram o marcador no Estádio do Café. Após linda jogada de Alex, Élber chutou e a bola explodiu na trave – voltando para os pés de Sassá. O polêmico atacante mandou para dentro do barbante e praticamente sacramentou o que seria uma vitória tranquila da Raposa. Bem, seria.

Quando tudo se desenhava para uma final mineira na Primeira Liga, o Londrina soube encontrar forças no forte calor dominical para colocar uma pressão final. E deu certo. O Tubarão foi valente e diminuiu aos 36 minutos após linda jogada de Marcinho – que cruzou na medida para Safira encontrar as redes. O gol incendiou os 15 mil presentes – que empurraram os paranaenses até o apito final. A recompensa veio aos 50 do segundo tempo em um pênalti sofrido também por Safira. Germano cobrou no canto esquerdo, sem chances para Rafael, e levou o duelo para a disputa de pênaltis!

Eis que apareceu a estrela do goleiro César. O arqueiro já havia feito bom jogo, mas brilhou mesmo na disputa das penalidades. Ele pegou três das quatro cobranças da Raposa, de Lucas Silva, Arthur e Alex, e fez o Estádio do Café explodir de felicidade! Que classificação épica! O goleirão também fez a alegria de muitos apostadores mundo afora – a classificação do Londrina pagou R$2,40 a cada real segundo o Oddsshark.com.

Apesar do placar magro, Galo venceu com tranquilidade

A presença da equipe titular do Atlético-MG na noite de sábado (2) no Independência foi uma prova que o time não iria dar mole para uma possível zebra. O Galo foi bem superior na primeira etapa e dominou as ações ofensivas com o quarteto Valdívia, Luan, Robinho e Fred. Apesar dos atacantes de peso em campo, o gol solitário veio do volante Elias. Gol não, golaço. O experiente volante acertou um chutaço no ângulo e abriu o placar em Minas Gerais.

O time da casa teve várias outras chances de ampliar o marcador ainda no primeiro tempo, mas pecou pela falta de pontaria dos homens da frente. Como quase não havia sido ameaçado, o Galo voltou com uma postura mais cautelosa e cadenciou o duelo na segunda etapa. Precisando do resultado, o Paraná se expôs mais e deu muito espaço para o contra-ataque mineiro, entretanto, nada de gols. O castigo quase veio no finalzinho, mas ‘São Victor’ fechou o gol e deu a classificação ao time da casa. Como o Galo era o favorito, quem investiu no triunfo de Robinho e companhia recebeu R$1,50 a cada real de acordo com o Oddsshark.com – um lucro de 50%.

O que esperar da final em outubro?

Será um belo de um jogo no Estádio do Café! Fica difícil prever quem será o favorito em um primeiro momento, pois há muita água para passar embaixo da ponte até o dia oito de outubro. A tendência é de um Londrina mais uma vez feroz em casa e incentivado por um estádio lotado em busca do sonhado título e, é claro, dos 3 milhões de reais da premiação. O Tubarão segue invicto na competição e dará o sangue em campo mais uma vez.

Apesar de toda essa mística paranaense, a tendência é que o Galo aponte como principal força pelo elenco qualificado que possui. Na briga apenas pelo G-6 do Brasileirão, a tendência é que os mineiros entrem com força máxima, afinal, vale taça. Resta saber como será a diferença de motivação das duas equipes.

SHARE

A redação do site pioneiro em informações detalhadas a respeito do futebol na América Latina trabalha sempre para unir qualidade e dinamismo a um conceito moderno de jornalismo esportivo.