bonus de cadastro

Técnico Fabían Bustos, ex-Santos, é alvo de canto homofóbico

tecnico-fabian-bustos-ex-santos-e-alvo-de-cantos-homofobicos-futebol-latino
Foto: Cris Bouroncle/AFP via Getty Images

Uma situação lamentável marcou negativamente a partida da última terça-feira (28), entre LDU e Universitario, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. Isso porque o técnico Fabián Bustos, de passagem no Brasil por Santos, América-MG e hoje no clube peruano, ouviu cantos homofóbicos vindos da torcida local no Estádio Casa Blanca.

Leia mais: Dez craques que ficaram fora da Copa do Mundo de 2002
Goleiro do Galatasaray faz revelação importante sobre Icardi
Corinthians goleia Racing (Uruguai) e está nas oitavas da Sul-Americana

Apesar de nascido na Argentina, Bustos tem currículo fundamentalmente constituído em trabalhos no Equador. Desse modo, nos trabalhos em clubes como Macará, Delfín e Barcelona de Guayaquil, ele se habitou a ser um constante adversário da Liga de Quito. Porém, nesta semana, o caráter de rivalidade ultrapassou a linha do respeito.

Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ouvir um grande grupo cantando uma música onde Fabián Bustos é chamado de maricón. Em tradução ambientada, este termo se usa comumente na língua espanhola para indicar a homossexualidade de uma pessoa em tom pejorativo. Além disso, manifestações de xenofobia também teriam sido direcionadas a integrantes do corpo técnico encabeçado pelo ex-técnico do Santos.

Pronunciamentos

Em suas redes sociais, o Universitario emitiu um comunicado onde condena as manifestações preconceituosas. Nesse sentido, a representação de Lima pediu que a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) “tome ações imediatas e sancione drasticamente os responsáveis.”

Por meio dos canais oficiais, a LDU também foi as redes sociais onde reprovou, de maneira enérgica, o ocorrido no duelo continental que terminou com vitória dos anfitriões por 2 a 0:

“A Liga Deportiva Universitaria, diante dos reprováveis cantos discriminatórios contra o fraterno Club Universitario de Deportes, do Peru, suscitados no dia de hoje em nosso estádio, expressa seu enérgio rechaço ante essas manifestações que não representam o sentimento da nossa torcida, pelo qual estendemos nossas respectivas desculpas públicas. Como expressamos horas atrás, em nossas redes sociais, nenhum tipo de violência terá espaço em nossa casa e reiteramos nosso firme compromissos de tomar ações corretivas necessárias para erradicar esses lamentáveis incidentes.”

1 comentário em “Técnico Fabían Bustos, ex-Santos, é alvo de canto homofóbico”

  1. Pingback: Conmebol multa San Lorenzo por racismo em jogo diante do Palmeiras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2023