bonus de cadastro

Sob muita chuva, Grêmio vence Huachipato e avança na Libertadores

huachipato-gremio-libertadores-futebol-latino-libertadores
Foto: Guillermo Salgado/AFP via Getty Images

Fora de casa, o Grêmio arrancou sua classificação para as oitavas de final da Libertadores. Isso porque a equipe gaúcha venceu o Huachipato, por 1 a 0, e ascendeu para a segunda colocação, com nove pontos. O líder do Grupo C é o The Strongest, com dez, enquanto o próprio Huachipato (oito) e o Estudiantes, com quatro, completam a classificação. Desse modo, no confronto derradeiro da primeira fase, diante do clube argentino, os comandados de Renato Gaúcho definem a passagem em primeiro ou segundo lugar do grupo.

Leia mais: Gols bisonhos marcam partida da reta final no Apertura uruguaio
Esequiel Barco, do River Plate, é alvo de clube brasileiro
Clube espanhol, Marbella FC tem ações compradas por Casemiro

Os mandantes tentaram se impôr pelo ímpeto do ambiente favorável de seu torcedor. Porém, com apenas cinco minutos de bola rolando, quem inaugurou o placar no Chile foi o Grêmio. Reinaldo cobrou escanteio curto e, após bola cruzada por Cristaldo, o centroavante Diego Costa ganhou no alto da marcação e testou no canto esquerdo do goleiro Martín Parra.

Com a variação entre momentos de pressão e linhas mais baixas, o Imortal controlava bem a partida, mas enfrentava um adversário adicional ao Huachipato. Isso porque a chuva caia de maneira torrencial no palco do confronto, algo que deixava a partida não apenas mais física como também mais tensa. Mesmo assim, o Tricolor teve, pelo menos, três chances para deixar o placar mais dilatado que não conseguiu converter.

huachipato-gremio-libertadores-futebol-latino-1
Foto: Guillermo Salgado/AFP via Getty Images

Marchesín entra em cena

Nove minutos. Foi isso que os Acereros precisaram, no segundo tempo, para serem muito mais insinuantes no ataque do que em toda a etapa inicial. Nesse período, foram, ao menos, quatro finalizações de média distância onde Marchesín (e a trave) agiram de maneira providencial para manter o marcador como estava.

Com a manutenção da forte chuva, o gramado se tornou quase que uma “piscina” onde a troca de passes rasteiros era uma missão quase impossível. Desse modo, o confronto solificou seu caráter de briga constante onde as divididas careciam uma atenção especial da arbitragem do colombiano Jhon Ospina.

Pela necessidade, os chilenos tentaram se manter no ataque em meio as dificuldades. Enquanto isso, o Grêmio, buscava afastar o perigo das imediações de sua área e emendar contra-ataques para, ao menos, respirar no confronto. Melhor para os visitantes que resistiram as investidas e sacramentaram sua classificação para as oitavas de final da Libertadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2023