bonus de cadastro

Postura ultradefensiva da Bolívia é a aposta de Baldivieso

Baldivieso-dignidade-Bolívia-Argentina-Futebol-Latino-03-09
Foto: Reprodução/club-sanjose.com

Se contra a equipe do Uruguai uma postura equilibrada não foi efetiva com o revés de 2 a 0 em que terminou a partida, dessa vez o treinador Julio César Baldivieso resolveu ser amplamente radical e demonstrar um lado da Bolívia que priorizará a defesa.

Leia mais: José Maria Marin pode estar envolvido também na Lava Jato

Para o jogo de daqui a pouco frente ao Equador, em Quito, Baldivieso ensaiou nos treinamentos a utilização de um 5-4-1, povoando com três zagueiros e dois laterais o setor defensivo que sofreu nove gols nas duas partidas em que ele esteve a frente da La Verde.

No lugar de Jair Torrico (expulso na partida diante da Celeste), as últimas atividades deram a impressão de que Flores será o seu substituto.

Durante a entrevista coletiva, o momento mais “tenso” foi quando o treinador da seleção foi questionado sobre a opinião dada em declaração recente do presidente do Bolívar, Guido Loayza, em que ele disse desejar o retorno de Mauricio Soria ao comando técnico do selecionado boliviano:

“Agora sei que existe gente contra a seleção, porém o mais importante é o respaldo que o público tem nos dado. Vamos seguir adiante com esse projeto porque é o objetivo que nos impusemos.”

Caso a escalação siga o que foi feito na preparação por Julio César Baldivieso, a Bolívia entrará em campo no Estádio Olímpico Atahualpa com Carlos Lampe; Juan Zampiery, Ronald Eguino, Edward Zenteno, Luis Martelli e Wálter Flores; Juan Carlos Arce, Samuel Galindo, Wálter Veizaga e Jhasmani Campos; Gilbert Álvarez.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2023