bonus de cadastro

Olimpia a um ponto da glória máxima no Paraguai

Foto: EFE

Uma verdadeira catástrofe. Se existe uma maneira simples e objetiva de definir o que seria necessário para que o Olimpia não solte o grito de campeão nesse final de semana no Paraguai, com certeza a palavra catástrofe estaria incluída.

Leia mais: Huracán segura o River Plate e garante vaga na final da Sul-Americana

Nos seis pontos que restam para serem disputados pelo Decano no Clausura local, apenas duas derrotas nos confrontos contra General Díaz e Deportivo Santaní (7° e 9° colocados do torneio, respectivamente) aliados a dois triunfos de Guaraní ou Cerro Porteño podem tirar a conquista do Alvinegro de Assunção.

Um simples empate, independente de qualquer outro placar ocorrido nessa 21a rodada, já é o bastante para a equipe comemorar seu 40° título nacional.

A confiança da torcida olimpista é tamanha pela taça que, apenas em 15 horas da vendagem de ingressos, todos os 33.800 ingressos disponibilizados para o jogo em que o time será visitante foram vendidos.

Se existe alguma dúvida na cabeça do técnico Francisco Arce (ex-lateral-direito que fez história com as camisas de Palmeiras de Grêmio) com relação ao time que entrará em campo amanhã é a respeito do zagueiro/lateral-esquerdo e capitão do time, Salustiano Candia.

Como o mesmo está suspenso por tomar um cartão amarelo na última vitória Olimpia contra o Sportivo San Lorenzo, a tendência é que Jorge Salinas entre em seu lugar.

Sendo assim, tudo indica que a equipe do Decano que vai tentar fazer história pelo clube paraguaio começará a partida com Diego Barreto; Saúl Salcedo, Carlos Rolón, Miguel Paniagua e Jorge Salinas; Alejandro Silva, Cristian Riveros, Claudio Vargas e Iván Torres; Pablo Zeballos e Fredy Bareiro.

No caso do treinador do General Díaz, Humberto Garcia, manter a mesma equipe que perdeu na última rodada por 1 a 0 para o Deportivo Santaní, as Águias de Luque entrarão em campo com Bernardo Medina; Walter Cabrera, Dionisio Meireles, Ezequiel Palacio e Diego Vera; Carlos Segovia, Edgar Zaracho, Cristian Sosa e Richard Prieto; Alfredo Cano e Armando Ovelar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2023