bonus de cadastro

Em crise, seleção da Venezuela fica sem 15 jogadores

Foto: Divulgação FVF

*Por Mônica Alvernaz – Colaboradora do Futebol Latino

A crise pela qual passa a seleção da Venezuela ganhou hoje (16) mais um capítulo. 15 jogadores enviaram uma carta à federação do país solicitando o desligamento de seus direitos junto à entidade, deixando claro que não desejam ser convocados enquanto não existir uma mudança de postura na FVF.

Leia Mais: Jogadores da Venezuela publicam carta contra os dirigentes da FVF
De olho na próxima temporada, Deportivo Táchira tem novo técnico

Essa não é a primeira carta dessa natureza que a Federação de Futebol da Venezuela recebe em 2015. Em novembro desse ano, o jogador Fernando Amorebieta declarou que não desejaria ser convocado para a seleção. Na ocasião, a comissão técnica da seleção se manifestou dizendo que respeitava a decisão do jogador e que as portas permaneceriam abertas, para caso ele mudasse de ideia.

Para piorar a crise na Vinotinto, o principal patrocinador local não vem cumprindo suas obrigações financeiras, o que é reforçado pelo diretor financeiro da federeção venezuelana: “Atualmente, o nosso patrocinador master, a PDVSA, não está cumprindo com seu suporte. Em sua maioria, os demais patrocinadores estão cumprindo”. A PDVSA é a maior companhia petroleira da Venezuela e sem ela a situação financeira da seleção fica bastante delicada. Caso ela suspenda também o auxílio dado a transporte nas viagens que a seleção realiza, os jogos de longa distância poderão não ocorrer.

Mesmo com os problemas técnicos e financeiros batendo à porta, Sanvincente garante que, com ou sem os 15 jogadores que enviaram carta à federação, a convocação para os jogos contra as seleções de Peru e Chile pelas eliminatórias irá ocorrer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2023