bonus de cadastro

Com fase iluminada de Gustavo Bou, Racing passa pelo Puebla

Racing-Gustavo-Bou-iluminado-Pré-Libertadores-Futebol-Latino-11-02
Foto: Reprodução/Olé

O empate sem gols já era suficiente para a classificação em Avellaneda, mas contando com a intimidade que tem Gustavo Bou com as redes na Libertadores, o Racing conseguiu a vitória por 1 a 0 sobre o Puebla e carimbou com estilo sua vaga na fase de grupos.

Leia mais: Mercado de transferências rende mais de R$ 10 milhões ao Independiente

No primeiro tempo, assim como aconteceu na partida do Pacaembu entre São Paulo e Cesar Vallejo, o posicionamento defensivo dos mexicanos (nesse caso os visitantes) acabou dificultando bastante a movimentação dos argentinos. Tanto é verdade que poucas oportunidades foram criadas por ambos os times, sendo a melhor chance do Racing um gol bem anulado pelo árbitro brasileiro Ricardo Marques Ribeiro.

Após um chute de fora da área, o zagueiro Lollo, em posição legal, tocou com a perna direita para o meio-campista Camacho apenas devolver para Lollo tocar para o gol vazio. Entretanto, na finalização do defensor, a partida já estava parada com o assistente assinalando um correto impedimento de Camacho.

Na etapa complementar, os primeiros dez minutos deram a impressão de que o Puebla não se intimidaria com a pressão da torcida em ótimo número no El Cilindro e, com posse de bola e arriscando mais os chutes de fora da área, tentou assustar a meta defendida por Saja.

Entretanto, após esse período, a Academia voltou a equilibrar as ações frequentando com mais constância as redondezas do gol de Campestrini com uma perigosa finalização novamente com Milito. Apesar da melhora, o time da Argentina precisou contar com uma “colaboração” do lateral Alberto Acosta para fazer o torcedor soltar o único grito de gol da noite.

Acosta tentou sair tocando a frente da meia-lua de sua própria área, porém não contava com a rapidez de Gustavo Bou que roubou a bola, fintou dois marcadores e bateu em diagonal, distante das mãos do goleiro adversário. A emoção de marcar foi tamanha que o camisa 7 se ajoelhou próximo a torcida e chorou com as mãos no rosto.

O tento deu muito mais tranquilidade para que o time mandante pudesse conduzir o jogo exatamente da maneira que lhe interessava: Trocando passes no ataque e gastando ao máximo o tempo aguardando o apito final do juiz brasileiro.

Com a qualificação, o Racing está no grupo 3 que possui, além do compatriota Boca Juniors, o Bolívar e também o Deportivo Cali. A estreia da Academia será no próximo dia 24 às 19h30 recebendo na Argentina o Bolívar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2023