SHARE
governo-da-venezuela-revela-que-impediu-atentado-em-jogo-das-eliminatorias-Futebol-Latino-03-09
Foto: Juan Barreto/AFP

O clima de tensão para a realização do jogo pelas Eliminatórias entre Venezuela e Colômbia quase se converteu efetivamente em uma tragédia segundo o que informou José Gregorio Vielma Mora, governador do estado de Táchira.

Leia mais: Lesão no joelho tira artilheiro do Oriente Petrolero da temporada
Ex-volante do Corinthians será anunciado no Grêmio nesta segunda-feira

Isso porque, segundo o portal Colombia.com publicou na última sexta-feira (1), a autoridade da região onde aconteceu a partida que terminou 0 a 0 afirmou que um atentado esteve muito perto de ocorrer nas cercanias do Estádio Pueblo Novo, em San Cristóbal.

Quem foi o responsável por dar maiores detalhes a respeito de ratificar o que foi dito por José Gregorio foi o chefe militar de Táchira, Yanes Figueredo:

“Foi possível desmantelar um possível atentado nas cercanias do estádio que abrigaria a partida de futebol. Uma companhia de soldados conseguiu detectar explosivos de fabricação artesanal de grande poder.”

Vale lembrar que, bem antes da realização do encontro em solo venezuelano, foi levantado no início de agosto um suposto pedido da Federação Colombiana de Futebol (FCF) para mudar a sede do embate com receio pela tensão sociopolítica vivida no país. Entretanto, em entrevista posterior, o presidente da entidade Ramón Jesurún, negou essa afirmação.