SHARE
raio-x-equipes-abrem-disputa-copa-libertadores-2017-Futebol-Latino-23-01
Foto: Divulgação/Conmebol

Passando por uma total e completa reformulação administrativa e de ideias em todos os aspectos, a negociação dos direitos de transmissão de uma competição que certamente é algo que também entra nesse meio por parte da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Leia mais: Suposto áudio de Vagner Mancini revive polêmica de entrevista coletiva
Suspenso, Kaká assiste jogo do Orlando City no meio da torcida

E, como elemento comprobatório, uma informação que foi divulgada na última semana através do jornalista brasileiro Rodrigo Mattos em seu blog do UOL mostra que o investimento e o mercado é que irá determinar quem vencerá a “corrida” para transmitir a principal competição entre as equipes da América do Sul a partir de 2019.

Até o ano que vem, a Fox possui contrato de exclusividade dos direitos para transmitir a competição em todos os países sul-americanos bem como negocia o repasse para as emissoras de TV aberta.

Segundo Rodrigo, a prioridade nesse momento para os cartolas da entidade máxima do futebol no continente é de que o maior valor de arrecadação seja obtido, não importando se houver a necessidade de dividir esses direitos através de veículos de TV aberta, fechada e internet.

Essa possibilidade, inclusive, é vista com bons olhos principalmente quando se analisa o mercado brasileiro, principal investidor nesse aspecto.

Outro fator que vem sendo trabalhado na Conmebol sobre a licitação desses direitos é de que, havendo já 10 agências declaradas pela organização como habilitadas a participar do processo, existe a necessidade de uma espécie de “equilíbrio” entre agilidade e pressa.

Mesmo não havendo necessariamente a urgência de se definir essa situação, os dirigentes sabem que não se pode postergar o assunto em demasia já que, com competições como Liga dos Campeões e torneios europeus chegando ao fim de seus contratos, também entrarão no mesmo processo.

Sendo assim, a Conmebol teme que, tendo investido nessas competições, os postulantes a também transmitir a Libertadores tenham menos verba para oferecerem a entidade.